CUIDADO COM AS CORONÁRIAS



As coisas chegaram a um nível terrivelmente rasteiro. Pessoas habituadas ao respeito próprio põem-se à parte em uma situação como essa, teratológica, em que as deformações estão na origem orgânica dos acontecimentos e práticas. Não se tornam meras espectadoras, apenas não aderem ao chafurdar dos descaminhados.


O blog e seu titular estão se colocando à parte, não sem antes um registro necessário. Esclarecem que não estão disputando nada com ninguém; um homem profissionalmente realizado, seu titular não persegue reconhecimento, simpatia ou a realização de interesses pessoais, bem menos de natureza econômica ou financeira, em sua atividade de blogueiro, que se limita de bom tempo a esta parte à publicação de um artigo por semana.


Gratificado pelo privilégio da generosa atenção de algumas pessoas, suas iguais, cumpre-lhe registrar que artigos desaparecem misteriosamente do blog, recente- mente uma breve coletânea de seus artigos evaporou-se da sua página no Facebook, cascas de banana são continuamente atiradas em seu caminho e intervenções estranhas a ele acontecem frequentemente em seus textos. Onair já referiu preventivamente aqui a ocorrência de referências deselegantes e ofensivas a terceiras pessoas a ele atribuídas, em veículos onde mantém espaços, que são todos públicos; não têm nada a ver com ele, um homem transparente em si mesmo, franco e leal avesso a grupelhos e patotas que vivem em permanentes futricas e conluio. Essas referências destinam-se em todos os casos a despertar antipatias contra ele. Não é outra a intenção de quem comanda o farrancho de hackers que copia tudo o que escreve em seus computadores e que agora começaram a apagar os aplicativos e sistemas por ele instalados. Explica:


Está em fase de instalar servidor próprio e proximamente disponibilizar um canal pessoal no Youtube, justamente para evitar interferências maiores em sua atividade, que se tornará direta, ao vivo e protegida pelas ferramentas utilizáveis, mais eficientes do que as ferramentas utilizadas num computador pessoal, num laptop. Agora mesmo o hacker de plantão copiou pela segunda vez este texto em desenvolvimento; com a invasão permanente dos seus computadores, e outros “grampos”, sabem exatamente o que fará, e com a sua criminosa competência em TI atrapalham o que podem. Com um servidor próprio e com um canal no Youtube controla-lo ficará mais difícil. E por que fazem isso?


Não é uma história nova; envolve especialmente, além dos seus textos, a história de Marie-Anne e Jean-Philipe e a composição Nane— Uma Canção de Amor para Marie-Anne, um capítulo escabroso nessa novela suja de roubos e receptação, além de todas as suas composições musicais alcançadas pela falcatrua.E também porque estará à disposição de quem quiser, não resolver de uma tacada os grandes problemas do país, mas mudar a sua cara em seis meses e, nesse período, prepara-lo para crescer de forma planejada, ordenada e estável, antes corrigindo os tumores malignos que o debilitam. Isso é possível. Sem cargo, sem salário, sem cartão corporativo, esses absurdos pagos pela população sem saúde, sem trabalho e sem vacina, boa parte dela passando fome. Podem anotar.


Em suma e finalmente, Onair apenas escreve um artigo por semana, não busca os holofotes e se basta, não tem qualquer necessidade de se afirmar com relação a rigorosamente nada; tem uma vida bem vivida, o seu próprio panteão onde guarda carinhosamente imagens e lembranças do seu caminhar tranquilo vida afora. Se alguém, por qualquer razão, em sua vaidade arrogante tem medo dele, da sua concorrência, descanse, relaxe, pare de concentrar-se permanentemente no próprio umbigo. Viva e trabalhe simplesmente, isso faz um bem incrível; pôr-se a enaltecer a beleza e o acerto do que faz e ver um competidor em cada um que tranquilamente está apenas fazendo o que se propôs provoca tensão desnecessária que faz um mal danado à saúde. Cuidado com as coronárias!



Posts Recentes
Arquivos